Qua, 01 de Fevereiro de 2012 22:19

Uso da Crase

Dar nota para esse item
(1 Votar)


O Uso da Crase


A palavra crase vem do grego krasis, isto é, “fusão, mistura”. Crase é a fusão ou sobrepossição de dois a+a, ou a+as, com a finalidade de evitar uma pronúncia desarmoniosa. Assim em vez de dizer: “Volta a as aulas”, onde a preposição a e o artigo as formariam um hiato, fazemos a contração desses as, evitando o choque fonético de duas vogais idênticas: a+a.

Hoje, porém, o termo crase designa especialmente a contração da preposição a com o a artigo, com o pronome demonstrativo a (as), ou com o a inicial dos demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo e o pronome relativo qual(is).

Note que crase não é nome do acento. O acento grave indica que houve crase, isto é, a fusão de dois a+a.

Os termos diante dos quais ocorre a crase exercem as funções sintáticas de complementos (objeto direto, objeto indireto, complemento nominal), ou adjuntos adverbiais.

A fusão de dois AA ocorre tanto na escrita como na fala. Embora muitos digam “Vou a a feira”. Esta não é a forma correta, pois os dois AA não se fundem. Assim:

“Vou à feira. (escrita) = “Vou a feira”. (fala).

Se você observar bem, perceberá que só pode ocorrer crase se o verbo ou o nome reger a preposição A.

Observe esses exemplos:

crase 1

crase 2

 

Analisando o exemplo, você deve ter constatado que:

preposição A + artigo O = AO
preposição A + artigo A = À


Regras Práticas para o Emprego do Acento da Crase

 

1) Substituir a palavra feminina por uma masculina:

a) Fui à escola. A + A(S) = À(S) + palavra feminina.
    Fui ao colégio. A (preposição) + O(S) (artigo) + palavra masculina.

Então use o acento da crase sempre que obtiver A+A(S) na substituição.


Os verbos apresentados a seguir são transitivos indiretos que exigem a preposição A. Complete o sentido desses verbos usando um substantivo masculino e depois um substantivo feminino. Para ligar o substantivo ao verbo, use AO ou À.

Exemplo:

Obedecer a ...

Obedecer ao regulamento.

Obedecer à norma.

a) Referir-se a...

    Referir-se ao ______________.

    Referir-se à _______________. 


b) Informar a...

    Informar ao ________________.

    Informar à _________________. 


c) Querer a...

    Querer ao ___________________.

    Querer à ___________________ .


d) Perdoar a...

    Perdoar ao _________________.

    Perdoar à __________________.


Obs.: É importante lembrar que este artifício não se aplica a nomes próprios.

2) Substituir o A por Para:

Viajou à França.

Viajou para a França. (preposição para + o artigo a)


3) Substituir o A por Para A.

Viajou a Paris.

Viajou para Paris.
Para = só preposição (não use o acento)


4) Substituir o verbo que rege preposição A pelo verbo Voltar que rege preposição De:

a) Chegou à Espanha.

     Voltou da Espanha. (de preposição + o artigo a = da)

b) Vou a Recife.

     Volto de Recife (de, apenas preposição)

c) Vou à Bahia.

    Volto da Bahia. (de preposição + o artigo a = da)

d) Vou a Campinas.

    Volto de Campinas. (de (apenas preposição)

 

Então use o acento da crase sempre que obtiver Da.

Sempre que houver certeza de que o verbo ou o nome rege a preposição A, basta observar se há ou não o segundo A. Substituir o verbo ou o nome que rege preposição A por outro que peça preposição: DeEmPor.


a) Referiu-se à festa. (à = preposiçã a + artigo a)

Gosto da festa. (da = preposição de + artigo a)

Estou na festa. (na = preposição em + artigo a)

Passei pela festa. (pela = preposição por + artigo a)

Então use o acento indicador da crase.


b) Referiu-se a você.     Gosto de você. (de = só preposição)

Estou em você. (em = só preposição)

Passei por você. (por = só preposição)

Neste caso, não use o acento indicador da crase.



Casos OBRIGATÓRIOS do acento da Crase



1) Locuções adverbiais, prepositivas, conjuntivas formadas de substantivos femininos (expresso ou elíptico).


a) Locução adverbial feminina: saiu à noite, às pressas, às vezes, à farta, à vista, à hora certa, à esquerda, à direita, à toa, às sete horas, à custa de, à força de, à espera de.


b) Termos femininos ou masculinos (elipse da palavra) com valor de à moda de, ao estilo de: à americana, (= à moda americana), à espanhola, à milanesa, à oriental, à ocidental, poesia à Manuel Bandeira, gol à Pelé, calçados à Luís XV, cabelos à Sansão, estilo à Coelho Neto etc.


c) Locuções conjuntivas: à medida que, à proporção que.


d) Locuções prepositivas: à procura de, à vista de, à custa de, à razão de, à mercê de, à maneira de, à moderna etc.


e) Para evitar ambiguidade:

À onça a cobra matou.

A menina à paixão venceu.


Note-se no entanto: comprar a prestação, escrever a máquina, escrever a mão, fechar a chave, porque são expressões adverbiais femininas que indicam instrumento ou meio.

 

f) A crase pode também resultar da contração da preposição a com os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s) e aquilo:


Não irás àquela festa [a aquela]

Vou àquele cinema. [a aquele]

Não ligo àquilo. [a aquilo]

Refiro-me à que você namora. [aquele]

Àquela ordem estranha, o soldado estremeceu.

A capitania de Minas Gerais estava unida à de São Paulo.

Falarei às que quiserem me ouvir. [aquelas que]

Esta anedota é semelhante à que meu professor contou. [aquela que]


g) Ocorre crase diante da palavra distância quando esta vier determinada pelo artigo a: Achava-se à distancia de cem (ou de alguns) metros.


No caso de indeterminação, isto é, ausência do artigo, não haverá crase:


O trem passava a pouca distância da casa.

É necessário vê-los a distância.


Casos em que não se há Crase


1) Antes de substantivos masculinos: Andou a cavalo.


2) Antes de verbos: A partir de amnhã, serei outra pessoa.


3) Antes de substantivos no plural estando o A no singular. Referia-se a cidades pequenas.


4) Antes de pronomes pessoais: Dirigiu a palavra a ela.


5) Antes de pronomes demonstativos (este, esse e flexões) Não foi a esta festa.


Observação: Há, no entanto, pronomes que admitem o artigo, dando ensejo à crase:

Não fale nada às outras.

Assistimos sempre às mesmas cenas.

Diga à tal senhora que...

Não temo as acusações de Maria, às quais responderei oportunamente.

Estavam atentas umas às outras.


6) Antes de pronomes indefinidos: Obedecia a todos.


7) Antes de pronomes de tratamento, interrogativos, *com exceção de senhora, senhorita.

 

Obedeci a Vossa Senhoria.

Falaste a que pessoa?

*Peço à senhora que tenha paciência.


8) Antes de artigo indefinido: Obedeci a uma velha senhora.


9) Antes dos pronomes relativos: Quem, Que, Cuja.

 

Referia-se a quem falava.

Ali havia uma árvore, a cuja sombra descansamos.

Esta é a vida a que aspiramos.


10) Antes da palavra casa (= a sua própria casa) ou quando não acompanhada de adjetivo ou locução adjetiva:

 

Chegou a casa.

*Voltou à casa paterna.

*Dirigi-me à casa de Pedro.


*Observação: Nestes casos você usa o acento indicador da crase.


A crase é de rigor com a dita palavra no sentido de estabelecimento comercial ou dinastia.
“O príncipe pertence à casa de Bragança”. (Vitório Bergo)


11) Antes da palavra (= terra firme), em oposição a Bordo:

 

Chegou a terra.

“Eu aposto em como ele não vai a terra.” (Ferreira de Castro)


12) Quando já houver outra preposição: Viajou para a Itália.


13) Diante de substantivos femininos usados em sentido geral e indeterminado:

Não vai a festas nem a reuniões.

Dedicas o trabalho a homem ou mulher?

A FUNAI decidiu fechar o parque indígena a visitas.

Não dê atenção a pessoas suspeitas.

“Tudo cheirava a velhice”. (Viriato Correia)

Dirigi-me a duas (ou a diversas) pessoas.

Contei o caso a uma (ou a certa) senhora supersticiosa.


14) Diante de nomes de parentescos, precedidos de pronomes possessivos:

 

Recorri a minha mãe.

Faremos uma visita a sua mãe.

“Arrependi-me de ter falado a minha prima.” (G. Ramos)

 

Observação: Haverá crase quando o nome próprio admitir ou vier acompanhado de adjetivo ou locução adjetiva:


Maria tinha devoção à Virgem.

Entreguei a carta à Júlia (no trato familiar e íntimo).

Referiu-se à Roma dos Césares.


15) Diante de numerais cardinais referentes a substantivos não determinados pelo artigo:


Chanceler inicia visita a oito países africanos.[Chanceler visita oito países africanos.]
“Então aquilo tinha acontecido de meia-noite a três horas?”


Observação: No caso de locuções adverbiais que exprimem hora determinada e nos casos em que o numeral estiver precedido de artigo, acentua-se:


Chegamos às oito horas da noite.

Assisti às duas sessões de ontem.

Última modificação em Dom, 18 de Junho de 2017 11:00
Chat Support